Temos uma mania besta de duvidar das coisas que nos fazem bem.

Por vezes nem duvidamos, mas falta aquela verve de conseguir fazer.

Essa “coisa que faz bem” pra mim, mas é um sufoco pra eu conseguir iniciar e manter uma regularidade são os exercícios físicos.

E eu sei que me faz bem. Quando sou bem-sucedido em quebrar a inércia e executar, os efeitos são excelentes. Fico bem-disposto, bem-humorado e energizado. Então quando, na sequência, eu falho em manter a rotina, o efeito vem ao contrário e eu não consigo resistir. Abandono completamente.

Perdi a conta de quantas vezes eu “financiei academia”, ou seja, paguei sem usar.

Ontem eu tentei de novo. Acordei cedo (como sempre) e às 6:30 da manhã estava praticando Muay Thai.

Senti-me bem? Maravilhosamente.

Fui de novo hoje? Não.

Calma. Hoje não tem aula. Só amanhã.

E eu estou aqui já sofrendo por antecipação se vou conseguir arrastar minha bunda até lá de novo.

Um dia eu vou entender o motivo de sofrer tanto para fazer uma coisa que só me traz benefícios, mas não penso duas vezes antes de devorar 2 hamburgueres em menos de 15 minutos.